Não há dúvidas de que os calçados são uma das grandes paixões femininas, mas você conhece a trajetória dos calçados até os dias atuais?

A Passarela dá uma aula de história e te conta como os sapatos foram evoluindo desde 10 mil antes de Cristo até os dias de hoje.

A preocupação com o que vestir nos pés existe desde períodos pré-históricos. Em muitas culturas os calçados foram e são sinônimos de indicadores de posição social.

Calçados antigos

Existem evidências que a história do sapato começa a partir de 10 mil a.C., pois pinturas desta época que achadas em cavernas fazem referência ao calçado e a sua produção.

Antigo egito

No Antigo Egito, as sandálias dos egípcios eram feitas de palha, papiro ou de fibra de palmeira e era comum as pessoas andarem descalças, carregando as sandálias e usando-as apenas quando necessário. Só os nobres da época possuíam sandálias e mesmo o faraó usava sandálias e sapatos de couro simples, apesar dos enfeites de ouro.

Sandália Egito

Na Grécia Antiga, os gregos chegaram a lançar moda, como a de modelos diferentes para os pés direito e esquerdo.

Roma antiga

Na Roma Antiga, o calçado indicava a classe social. Os cônsules usavam sapato branco, os senadores sapatos marrons presos por quatro fitas pretas de couro e o calçado tradicional das legiões era a bota de cano curto que descobria os dedos.

Sandália Greco Romana

O período da Idade Média é marcado por uma grande mudança de comportamento que atingiu também os calçados, tanto homens como mulheres usavam sapatos de couro abertos que tinham uma forma semelhante ao das sapatilhas

Idade Média

A padronização da numeração é de origem inglesa e o Rei uniformizou as medidas.

Bota Inglesa
Bota Inglesa - Séc. XIX

No século XIX começaram a surgir as máquinas para auxiliar na confecção dos calçados e o processo de costura não só acelerou o processo de produção como levou à confecção de um calçado melhor e mais barato.

A partir daí os calçados tiveram uma variedade de modelos e diversos materiais para a confecção.

Hoje, os calçados agradam a todos os gostos com seus modelos e estilos diferenciados. Um modelo mais encantador que o outro não é mesmo?

1 – Sapato Oxford de Couro Feminino Cesaretti 1951 – 60500493 / 2 – Clog de COURO Feminino Desmond 806-4569 – 60906448 / 3 – Tamanco Rasteiro de COURO Feminino Sensuale 138 – 60004318 / 4 – Sandália Anabela de COURO Feminina Cesaretti 4070 – 60906373 / 5 – Sandália Salto de COURO Feminina Pensatto 54503 – 60906335 / 6 – Sandália Salto Feminina Sensuale 156-358 – 60906166 / 7 – Tamanco Rasteiro Feminino Desmond 210 – 60004234 / 8 – Summer Boots Feminina Sensuale 11508 – 60906310 / 9 – Tamanco Salto de COURO Feminino Bottero 139801 – 60004325

Aproveite e dê uma passada na Passarela!

3 Replies to “História do Calçado”

  1. Boa tarde

    Sou lojista em Orlândia-sp temos tres lojas sendo uma loja s´promoçoes
    Gostaria de fazer parte no sentido de fazer compras juntos para que tenhamos preços
    Vamos si unir

    abraços

    jose mario
    016-3826-2867

  2. Sinto dificuldades em encontrar sandalias ou sapatos com palmilha também em couro, somente o couro absorve o suor dos pés. Muitas não ligam em ficar com os pés transpirando e compram somente pelo modelo não pelo conforto e higiene. Eu deixo de comprar, passo vontade, pois so compro quando encontro, e posso dizer de carteirinha é muito difícil encontrar!
    Outro problema são modelos com lindos mais de plataforma ou com pata, nunca se acha um mesmo mdelo em plataforma sem, sem plataforma fornece maior conforto, flexibilidade, mais delicado, maior conforto e lembro ainda para quem possui problemas em tornozelos, joelhos (como eu que fui bailarina e tenho problema no joelho, que é comum) não me adapto a esse tipo sadalia.
    Nada como uma linda sola em couro, delicada e confortável!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.